Sedentarismo e autocomiseração, o olhar do Tantra

A questão do sedentarismo e da autocomiseração está no dia a dia das pessoas. Colocar a si mesmo para “baixo” é muito comum. De forma geral, os estados de ânimo tem a ver com o estado dos humores do corpo, ou seja, os hormônios. O corpo não serve para ficar sentado o tempo todo, e uma hora ou outra a conta chega, com doenças.

Muitos, mesmo doentes, não despertam para o algo mais básico: o sentir interno. E assim, como se sentir com tudo o que está passando? Em nome de uma suposta quantia financeira, muitos abarcam sofrimentos sem perceber. Por exemplo: o corpo sofre em #silêncio quando a pessoa passa 8 horas (e muitas vezes muito mais) por dia sentada diante de um computador.

Com a sensibilidade desenvolvida, o corpo passa a não aceitar mais determinados comportamentos. Ou seja, na questão do nutrir ao seu corpo isso fica nítido! Se sentir o cheiro do embutido ultra processado e se permitir mastigar muitas vezes aquele “alimento” a pessoa, de forma natural e sem esforço, vai passar a rejeitar aquilo.

Mudança de hábitos para lidar com o sedentarismo e a autocomiseração

Assim, quando nos deparamos com o que as pessoas almejam percebemos o beco sem saída. Lidar com essas questões do sedentarismo e da autocomiseração tem a ver com hábitos. Dessa forma, colocar uma ou outra prática do Tantra ao longo do dia ajuda.

sedentarismo e autocomiseração

Tudo o que não faz sentido para o Tantra, cujo “sentido” é sentir, o que pode parecer um paradoxo, é a variável consciência. Assim, o tempo nos mostra que seguir a trilha também é viver melhor. A vida por si só é o presente. O Aqui e Agora é aquilo que existe. Questões do sobreviver são consequências menores de se estar no Tantra e viver a abundância, do ponto de vista latto.

Assim, a ideia é você olhar para sua vida de horizonte imediato, sem deixar de perceber o longo prazo. O aqui e agora apresenta muitas perspectivas de mudança. Então, se a questão é mudar de vida, vale a pena mudar um hábito. Por isso, o melhor hábito para iniciar é colocar uma meditação tântrica no dia a dia, ou uma técnica de Tantra Yoga. Tanto faz! O importante é começar aos poucos, para que grandes mudanças ocorram no médio e longo prazo.

Como na “teoria do caos”, o bater de asas de uma borboleta pode gerar um furacão. Assim, pequenas ações geram grandes mudanças no decorrer do tempo! Mas se a variável fundamental é a consciência, então utilize a melhor técnica de expansão de consciência para você.

Publicado originalmente em https://attitudetantra.com em 22 de Maio de 2021

Como desatar os nós da vida, de acordo com o Tantra

O Tantra trata de consciência, mas um dos significados da palavra Tantra é teia de tecido. E isso diz muito sobre o processo interior de expansão de consciência. Às vezes, como na vida, na hora de tecer uma roupa, um dos trabalhos é justamente desatar os nós. Dentro do processo, nossas #escolhas ocorrem de acordo com os níveis das substâncias que existem dentro do corpo. O que pode ser substâncias tóxicas, ou não.

Então, para se ter as melhores escolhas para aquele momento presente que ainda não chegou, é legal começar por exemplo pela alimentação. Ter atenção ao que seu corpo pede e cultivar hábitos como alongar o corpo no dia a dia. Prestar atenção na respiração, fazer exercícios de retenção com ar e visualização energética de expansão é bem interessante. Como por exemplo, ter a respiração profunda e consciente.

Os exemplos a cima são apenas um start prático para ter uma vida pessoal com mais consciência. Pode parecer trivial, mas fazer nossos rituais do dia a dia fazem toda a diferença no estado interior. Seja na sensação de se estar com o corpo e o coração plenos. Nossa vida, no presente, é o que existe de mais caro para a consciência. É pensar e refletir sobre o que a vida é para então trabalhar para chegar além. Mas o importante é que o trabalho seja natural, fluido. Sem esforço. Fazer as coisas sem esforço não se trata de levar na “preguiça”, pelo contrário.

Os nós dos granthis e como fazer o processo de desatar

Mas podemos sair do abstrato e perceber os granthis como uma “ordem de energia” que existe dentro do corpo. Na trilha do Tantra não há sentido algum em sofrer, então entre ter dinheiro e não sofrer, a resposta está em não sofrer. Essa abundância não se refere somente ao financeiro, ela é uma abundância que abarca mais planos de #existência. Tantas pessoas financeiramente abundantes mas ao mesmo tempo tão escassas em aspectos emocionais ou de qualidade de vida.

Então, a partir do momento em que você inicia o processo de expansão da bio energia, você começa a notar diferenças na atitude interior. Seja na auto disposição, seja no perceber de certos aspectos da vida. Como desatar os nós envolve passar pelo processo interno de evolução, mas sem ansiedade. Isso é importante: fazer acontecer, integrar as emoções e os pensamentos, e não entrar em aspectos duais. A vida é una!

Os granthis são os nós de energia de segurança internos. Na medida em que você expande a energia, eles asseguram que a energia não “volte”. Para desatá-los, as técnicas do Yoga e do Tantra são bastante eficientes. O Tantra ajuda na forma, no sentido de fazer com que seja fluido. O Yoga ajuda o ato em si. Na origem, Tantra e Yoga eram a mesma coisa. Mas com o passar dos milênios, se separam em termos de ensinamento.

Publicado originalmente em https://attitudetantra.com em 21 de Maio de 2021